Terça-feira,Abril 16, 2024
26.7 C
Castelo Branco

- Publicidade -

50 anos de PS, que são 49 anos de grande história

O Partido Socialista português faz 50 anos, com um ano em falso : um partido com um percurso em democracia – neste momento é o partido com mais desgaste governativo e com uma navegação à deriva com Costa como comandante e com marinheiros muitos fracos!

50 anos de PS (Partido Socialista), que são 49 anos de grande história
DR

A história deste partido é da liberdade e da democracia em Portugal – o bom e o mau tempo, faz com que o barco navegue, umas vezes ao sabor do vento com as velas desfraldadas (quando faz tempestade navega com os motores ligados…)- nestes tempos “hoje” sem manutenção e em completo desgaste a meter água por todos os lados, como o “navio Mondego” da marinha portuguesa.

O português (PS de cartilha partidária) tem um enorme problema, não consegue ver os erros, aquando da péssima governação deste, só porque tem a “fé” do partido como fosse uma religião – podem estar a ser empurrados para o abismo, mas a defesa é sempre a mesma – com fraqueza de visão, de mente e sem opinião!

Por nunca ter estado agregado a partidos partidários portugueses, sempre tive a visão de uma política independente, apesar de apreciar a visão democrática de um grande político que fez história na democracia e na liberdade, Olof Palme. Após um ano de governação deste grande partido com “50 anos feitos agora” (que na verdadeira prática politica, para mim, foram só 49) – com um ano de governação de estória em descambo total – o partido com “maus rostos politicos”, que em nada abonam a história deste partido e até acabar este(des) governo, vamos esperar que um dia haja um ano sério, honesto e com a história decente para juntar aos 49! Aí sim, dar os parabéns aos 50 anos do Partido Socialista Português. Mas ainda falta esse ano… sem uma reformulação feita a fundo pelo comandante Costa, o seu barco (des) governativo irá estar sempre a afundar as vidas dos portugueses!

A «gravidade» é que o Supremo Marcelo não vê, nem dá cartão vermelho de uma vez ao (des) governo – “distitua e obrigue o Comandante Costa a criar novo governo”, sem os “anti corpos”, que este governo tem para, que os portugueses possam também embarcar bem e navegarem num bom barco económico e não nesta barcaça cheia de buracos e a meter água por todos os lados e a afundar com a vida dos portugueses dia para dia, com tanta burocracia, falsas medidas e enorme nepotismo!

- Publicidade -
Fernando Jesus Pires
Fernando Jesus Pires
Jornalista há 35 anos, trabalhou como enviado especial em Macau, República Popular da China, Tailândia, Taiwan, Hong Kong, Coréia do Sul e Paralelo 38, Espanha, Andorra, França, Marrocos, Argélia, Sahara e Mauritânia.

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor