Segunda-feira,Maio 27, 2024
23.3 C
Castelo Branco

- Publicidade -

80 mil professores em Lisboa e Porto: “Não paramos”

A luta dos professores contou este sábado à tarde com mais duas grandes manifestações, uma em Lisboa e outra no Porto. Os sindicatos falam em cerca de 80 mil participantes nas duas cidades.

Milhares de docentes de todo o país, mas sobretudo da zona Norte e Centro, rumaram ao Porto, para mais uma ação de protesto contra as políticas do Governo para o sector da Educação.

No topo das reivindicações continua a contagem de todo o tempo de serviço que foi congelado, mas também a luta contra a precariedade no trabalho.

ORegiões

Vão já várias semanas de ações de protesto e greves sem que as negociações entre os sindicatos e o Ministro da Educação, cheguem a algum ponto de entendimento.
E, da parte dos professores, não há sinais de desistirem.

A manifestação no Porto acolheu grupos de docentes bem organizados, de todas as idades, representantes de todos os sectores de ensino, e oriundos do Norte e Centro do país, desde Mogadouro, Trás-os-Montes a Viseu. Cada um com a sua faixa e a sua palavra de ordem, o seu cartaz, a sua camisola, a sua bandeira, a sua T-shirt estampada com dizeres, sem repetições de mensagens de luta.

“Não paramos”, a “luta continua” e “respeito”, foram algumas das palavras de ordem cantadas na avenidas dos Aliados.

- Publicidade -

E na próxima semana a luta dos professores continua.

- Publicidade -
Manuela Teixeira
Manuela Teixeira
Jornalista Durante 35 anos com experiência em rádio, imprensa escrita e web jornalismo. trabalhou no jornal, Público, rádio TSF, Expresso, 24 Horas e Correio da Manhã, entre outros OCS. Como repórter foi correspondente à guerra na Bósnia, Kosovo e Timor. Só faz jornalismo com verdade, rigor e isenção. "Se não for assim, não é jornalismo!”

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor