Terça-feira,Junho 18, 2024
15.9 C
Castelo Branco

- Publicidade -

A fórmula Amorim 

É sem dúvida um dos treinadores portugueses em foco e com as luzes da ribalta a incidirem sobre si, não estariam Liverpool entre outros clubes europeus interessados em Rúben Amorim na sua contratação. 
 
De anos a esta parte, o treinador de origem portuguesa passou a ganhar notabilidade, qualidade e rigor de trabalho no mundo inteiro, casos de José Mourinho, Jorge Jesus, Abel Ferreira entre outros treinadores nacionais que além fronteiras continuam a ganhar títulos e a tornarem cada caso, um estudo particular e individual. Da minha experiência como treinador, vejo Rúben Amorim como o novo conceito de treinador jovem, dinâmico e com uma capacidade ímpar de colocar o seu clube (Sporting CP) em rota de títulos. 
 
A relação com os atletas 
Rúben Amorim tem uma relação muito próxima com todos os seus atletas, onde dentro e fora de campo, existem elos de ligação que se tornam autênticas correntes de ferro quase indestrutíveis e capazes de elevar a capacidade individual de cada um ao limite. Repare na seguinte fotografia:
 

Vemos Rúben Amorim e Sr. Juste em plena harmonia num treino, a relação treinador-jogador muito próximas e que muitas vezes é o começo para uma relação de superação e de dar tudo em campo pelo clube e mais ainda pelo seu treinador. 
 
Plena harmonia nos estágios 
Quem segue as redes sociais do Sporting CP, como por exemplo no YouTube o canal do clube e o vlog Backstage Sporting, é possível perceber a boa disposição e plena harmonia de grupo no seio da equipa, o que estabiliza imenso as relações cordiais entre todos os elementos da equipa inclusive todo o staff técnico. Na foto seguinte, os atletas recreiam-se numa unidade hoteleira num estágio da equipa, com uma simples bola de espuma e onde os lances mais caricatos, passes mal feitos e brincadeiras com a bola dão razões para as gargalhadas, risos e boa disposição que se agregam e alastram a todo o grupo permitindo desta forma uma união cada vez mais firme e forte em laços de amizade. 
 

A impulsão de novos talentos 
Quem conhecia Gyökeres? De certo que o nome do momento é reconhecido por tudo e por todos mas quase garantido que muitos de nós (inclusive eu) não conhecíamos de todo o jogador sueco e que se tornou uma verdadeira referência do clube, do campeonato português e um jogador chave para o excelente rendimento desportivo do clube, que poderá terminar esta época com um campeonato ou até mesmo com uma dobradinha.
 

Prolongamento da liderança no campo 
É desígnio certo que Amorim não é o único líder do clube, tendo em Sebastián Coates, defesa central uruguaio,  a extensão do seu treinador dentro das quatro linhas nos jogos e colocando em prática o que se quer em ideias e sistemas táticos. Na realidade, o central é a voz e o cérebro de Amorim durante os noventa minutos de jogo, o que perfaz a simbiose perfeita entre o mesmo e o seu treinador.

Por tudo isto, a confirmar-se o título de campeão do Sporting CP, os números dizem tudo: maior concretização de ataque com 84 golos à jornada 29, uma das melhores defesas, 25 vitórias em 29 jornadas, finalista da taça de Portugal, marcou presença na final four da Allianz Cup e procura colocar de novo o clube na Champions. 
Termino esta crónica com a célebre frase da última conquista do título do Sporting CP com Amorim ao leme: “Onde vai um, vão todos.”. Tudo dito. Fórmula Amorim 
- Publicidade -
Carlos Machado
Carlos Machado
Apresentador do programa e cronista desportivo do jornal ORegiões.

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor