Terça-feira,Maio 21, 2024
11.6 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Banco Comercial do Atlântico Registra Lucro Histórico em 2023

O Banco Comercial do Atlântico (BCA), uma das principais instituições financeiras de Cabo Verde, alcançou um marco significativo em 2023 ao registrar um lucro recorde. Os números divulgados revelam um aumento expressivo de 7,3% em relação a 2022, atingindo um patamar histórico de 1.929 milhões de escudos (equivalente a 17,4 milhões de euros), conforme apontado pelo relatório e contas recentemente consultado pela Lusa.

O desempenho positivo é impulsionado pelo crescimento de 2,3% no produto bancário, beneficiando especialmente da sólida performance da margem financeira, que aumentou em 8,7%. Além disso, a redução nas provisões para perdas com empréstimos contribuiu para esse resultado positivo. Manuela Ferreira, presidenta do conselho de administração, e Francisco Santos Silva, presidente da comissão executiva, destacaram esses pontos em sua mensagem.

No entanto, os custos operacionais aumentaram em 8%, influenciados pelas pressões inflacionistas, o que resultou em um leve agravamento do rácio de eficiência, passando de 49,4% para 52,2%. Apesar disso, o ano de 2023 fortaleceu a posição do BCA, com o rácio de solvabilidade atingindo 29%, em comparação com 26,5% em 2021 e 28,2% em 2022.

O relatório também destaca a redução significativa no crédito vencido, que diminuiu em quase 18% devido a reestruturações e resoluções de processos antigos. Além disso, a carteira de crédito normal registrou um crescimento notável de 4,5%, com ênfase nos segmentos de empresas privadas e particulares, representando o maior aumento dos últimos 10 anos.

Os depósitos de clientes aumentaram em 1,4%, embora em ritmo mais lento em comparação com 2022. No entanto, esse crescimento contribuiu para manter uma posição de liquidez bastante favorável para o BCA. A administração propôs a distribuição de 75% do lucro entre os acionistas, reservando o restante para futuras necessidades.

No contexto da reestruturação, a Caixa Geral de Depósitos anunciou em março a intenção de vender sua participação majoritária no BCA para a Coris Holdings do Burquina Faso. A conclusão desse processo está sujeita a várias formalidades legais em Cabo Verde e ainda não possui uma data definida. A transação está avaliada em 70,5 milhões de euros e, caso se concretize, pode gerar mais-valias da ordem dos 15,79 milhões de euros, segundo a CGD.

- Publicidade -

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor

A Aceitação