Segunda-feira,Abril 22, 2024
8.7 C
Castelo Branco

- Publicidade -

CP com paralisação total na sexta-feira garante serviços mínimos para 30% dos comboios

Está prevista uma nova greve dos maquinistas da CP – Comboios de Portugal para os dias 9, 10 e 11 de março, que vai causar perturbações na circulação. Na sexta-feira, a paralisação será de 24 horas. Contudo, foram definidos serviços mínimos para estes dias, de acordo com a decisão do Tribunal Arbitral publicado na segunda-feira.

comboios , greve na cp
DR

Na sexta-feira, dia 10 de março, está prevista uma paralisação total e terá efeitos para os passageiros logo na véspera, dia 9. No entanto, segundo o acórdão do Tribunal Arbitral têm de ser feitas 30% de todas as viagens programadas, para todos os serviços da CP, dos comboios suburbanos aos trajetos de longo curso (Alfa Pendular e Intercidades), passando pelo serviço regional. A greve de 24 horas na sexta-feira surge da luta dos maquinistas por aumento dos salários para fazer face à inflação média de 7,8%.

Nos 9 e 11 de março, apenas ficaram definidas circulações mínimas para menos de 25% dos comboios de longo curso e pouco mais de 15% das viagens programadas para o serviço regional.

Nas próximas horas, a CP irá comunicar aos passageiros que já têm bilhetes comprados como podem pedir o seu reembolso ou revalidação sem custos. Serão ainda apresentados os horários contemplados pelos serviços mínimos para esta paralisação.

Esta é a segunda greve dos maquinistas da CP em pouco mais de um mês, depois da paralisação entre 8 e 21 de fevereiro, da qual apenas o dia 9 de fevereiro teve uma paragem de 24 horas: entre 10 e 16 de fevereiro, a paragem foi a partir das 7h30 de serviço; entre 17 e 21 de fevereiro, a greve foi apenas para os comboios históricos.

- Publicidade -

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor

19.04.2024