Segunda-feira,Abril 22, 2024
8.7 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Escaparate político

“Expositor onde se colocam à vista do público as mercadorias disponíveis para venda”

À vista do público “povo português” estão as falsas medidas propostas e aplicadas pelo governo, como se fossem vendas no fraco consumo deste, por não ter dinheiro para comprar!

O maior “Escaparate Político” com as comemorações dos 50 anos do Partido Socialista, comemorações do 25 de Abril, Professores a manifestarem-se ao Domingo, casos e mais casos envoltos nos elementos da governação absoluta, greves na CP, greves na Saúde, “telenovela” TAP, com dinheiros à fartazana, os portugueses em total descontentamento – em suma o país com a política em total espiral, que está a desmoronar a democracia – vemos o Presidente Supremo Marcelo a par com o Primeiro Ministro… os dois com pá e picareta a “cavar sepultura” deste Portugal, que só tem olhos de festa para estes dois!

DR

Assim, vamos vendo e apercebemos que o Escaparate Político nos vai pôr cada vez mais no “caminho do pão e água” como o povo não tivesse dieta já que chegue, engordando este “nefasto” (des) governo com o pagamento dos grandes impostos, para pagar o que pedem emprestado à Europa, para depois oferecerem uma mão vazia de medidas para o melhoramento das vidas dos portugueses!

A festa é dos Cravos Vermelhos, símbolo da liberdade e da instauração da democracia em Portugal desde 1974, que pôs fim ao fascismo de 48 anos – após 49 anos a viver em Liberdade e democracia começamos a ver, que estamos a caminhar com esta maioria absoluta PS para um “buraco” cavado por “coveiros com a vida bem cheia” e com fraco discurso populista. Não mostram um pingo de decência pelas dificuldades reais económicas das empresas e dos portugueses, colocam profissões de pilar da sociedade democrática como a dos professores, saúde e justiça em cheque. Não menos grave a dos profissionais de comunicação social que, para livremente informarem, muitas das vezes “alguns têm que engolir” as encomendas de megafone, pondo em causa o direito de informar com isenção e independência!

No caso do jornal O Regiões, a “displicência” por parte de alguns destes autarcas do interior, que tudo fazem para nos silenciar no direito de informar com independência – mas não conseguem, pois estamos a caminhar com o projeto e a informar bem. A dificuldade, por estes racionarem a publicidade ou simplesmente fazerem pressão por falta de não a atribuírem e, ou só fazerem em quem tem “meios de comunicação de megafone e propaganda camarária” que lhes varra para debaixo do tapete e os enalteça com as suas demagogias de nepotistas descarados!

- Publicidade -

Continuamos cá, com o jornal O Regiões em digital diário e, muito em breve com o semanário em papel a caminhar para crescer, para fazer jornalismo sério e informar com total independência, porque “Dependência, só dos Leitores para nos ler”!

25 DE ABRIL SEMPRE!

- Publicidade -
Fernando Jesus Pires
Fernando Jesus Pires
Jornalista há 35 anos, trabalhou como enviado especial em Macau, República Popular da China, Tailândia, Taiwan, Hong Kong, Coréia do Sul e Paralelo 38, Espanha, Andorra, França, Marrocos, Argélia, Sahara e Mauritânia.

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor