Terça-feira,Maio 21, 2024
8.7 C
Castelo Branco

ESTATUTO EDITORIAL

O Regiões é o primeiro semanário feito no interior do pais, em Castelo Branco, e com projeção em todo o território nacional, sem esquecer as diásporas portuguesas e os países da CPLP. Conta com uma equipa de jornalistas de inquestionável independência e com larga experiência profissional, em Portugal e no estrangeiro. Os assuntos «regionais» constituem o ceme editorial, mas sempre na perspectiva do “actue localmente, pense globalmente” com foco no interesse e interactividade com o cidadão. E nesse sentido, temáticas nacionais e internacionais relativas à nossa diáspora e ao nosso legado histórico-cultural são alvo de toda a atenção. Para além do suporte em papel, o Regiões conta também com uma edição online, acompanhando os avatares tecnológicos globais.

O Regiões, orienta-se por critérios de rigor e de criatividade editorial, definindo claramente factos e opiniões, sem qualquer dependência de ordem ideológica, religiosa, corporativa, política e económica. Pauta-se pelo exercício de um jornalismo livre, exigente e de qualidade, recusando o sensacionalismo, as fake news e a banal “comercialização” do que se entende por «informação».

Apesar de pensado localmente, este semanário não estratifica a temática informativa, procurando antes captar a atenção da generalidade do público leitor. A notícia é a essência do nosso trabalho.

O Regiões não deixa de contribuir para a consolidação de uma sociedade democrática, procurando estimular o debate de ideias com base nos valores da dignidade humana e nos princípios das liberdades de pensamento e de expressão. Assumimo-nos contra todas as formas de censura e populismo e contra a exploração pelos números de audiências e a manipulação dos leitores.

O Regiões acentua a tónica da sua prática, no princípio de que os leitores devem ter acesso a uma informação rigorosa, clara e honesta, atuando com transparência de processos. É sempre valorizada a pluralidade de ideias e promovida a opinião diversificada e pluralista, pertinente e relevante.

O Regiões é um projecto que está na linha da frente. Contribui para um pensar diferente sobre as regiões, e o desenvolvimento de Portugal. Pugna por um país moderno, assente numa opinião pública, interessada, criteriosa e participativa.

Partindo do que se pode chamar uma «região de baixa densidade», o Regiões bate-se contra as desigualdades, quer espelhadas no país, quer evidentes nos outros espaços aqui definidos. Trata com particular acuidade os segmentos mais frágeis do público. O Regiões presta particular atenção ao nosso Património, natural ou cultural, nos dias que correm, por incúria, desconhecimento ou ganância, sob permanente ameaça.

O Regiões é responsável perante os leitores e perante as instituições e pessoas abrangidas na informação produzida, de uma forma clara e transparente tendo como limite o espaço privado dos cidadãos e respeitando o direito de resposta.

O Regiões quer fazer parte inteira de uma sociedade democrática e plural. Deste modo, com rigor e isenção, compromete-se a respeitar os princípios éticos e deontológicos do exercício do jornalismo de acordo com os preceitos constitucionais, a Lei de Imprensa, o Código Deontológico dos Jornalistas e preceitos das instituições internacionais referentes à profissão.

Reconhece os benefícios da utilização de plataformas Web, nomeadamente as redes sociais, mas a utilização das mesmas não pode interferir com os deveres profissionais e deve ser feita de maneira responsável e respeitando a confidencialidade da informação do Regiões.

O Regiões não obedece ao novo Acordo Ortográfico. Permite, contudo, o exercício livre das novas regras a autores de opinião e comentário.

O Regiões é, de forma consolidada, uma referência credível no âmbito dos objectivos e princípios identificados neste «estatuto editorial».