Terça-feira,Abril 16, 2024
26.7 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Infame – (Des)Estado da Nação

João Galamba demitiu-se esta terça-feira do cargo de ministro das Infraestruturas. Num longo comunicado começa por justificar que sai do Governo “no quadro da perceção que se criou na opinião pública”, nos últimos dias após ter demitido o adjunto Frederico Pinheiro e do computador que este levou para casa, já depois de exonerado.

Passado hora e meia de Galamba, em comunicado, pedir a demissão, Costa vem dizer que não aceita a demissão do ministro das infraestruturas João Galamba. Em comunicado, o Presidente da República, logo a seguir à comunicação que António Costa fez ao País dizendo que não aceitava a demissão de Galamba, em claro braço de ferro contra a posição do primeiro ministro – aonde vai parar “esta palhaçada” de (des)governo entre Marcelo e Costa – hoje estão de acordo; amanhã estão de arrufos!

Marcelo dá “umas palmadas” no Costa, mas este com irreverência (não aceitou a demissão de Galamba) não lhe passou cartão e, agora, se já não vai com umas palmadas com as calças descaídas, como vai ser daqui para a frente?

João Galamba demitiu-se
DR

Das duas uma, ou Marcelo deixa Costa continuar a (des)governar em “Estado de (des)graça”, com esta palhaçada toda de um (des) governo preso por fios de coco ou “infame”, ou ponha também ele o cargo à disposição, porque o povo já deixou de lhe bater palmas há muito com as suas palhaçadas de atos e malabarismos circenses, que está cada vez mais a colocar o Estado, no infame (DES)ESTADO DA NAÇÃO!

 

- Publicidade -
Fernando Jesus Pires
Fernando Jesus Pires
Jornalista há 35 anos, trabalhou como enviado especial em Macau, República Popular da China, Tailândia, Taiwan, Hong Kong, Coréia do Sul e Paralelo 38, Espanha, Andorra, França, Marrocos, Argélia, Sahara e Mauritânia.

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor