Terça-feira,Junho 18, 2024
15.9 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Recuperação do Corredor do Leça

Recuperação do Corredor do Leça

O Rio Leça, com um percurso de quase 45 Kms, foi há muitos tempo atrás um rio cristalino e idílico que se inicia na nascente do Monte Córdova, em Santo Tirso, até ao mar, em Matosinhos, passando por Valongo e pela Maia, entre bouças e milheirais, cruzado por pontes romanas e assinalado por moinhos e azenhas. Depois disso, fruto da industrialização desregrada e na pressão urbanística verificadas a partir de 1950, o Leça tornou-se tristemente reconhecido como um dos mais poluídos da Europa.

A situação começou a inverter-se com a implementação do plano de recuperação do corredor do Leça, através do compromisso dos quatro concelhos por onde passa, na defesa e revalorização de um recurso que além do plano de ecológico tem ainda um importante papel de união territorial e de coesão social. Esse compromisso corporizou-se na criação e entrada em atividade da Associação de Municípios do Corredor do Rio Leça (AMCRL).

Em 2019 foi dado o primeiro passo em Matosinhos através do início um corredor verde nas margens do Leça, pretendendo-se que o processo também avance nas margens do concelho. Foi ainda criado um grupo de trabalho que une os quatro municípios por onde passa o rio, tendo como objetivo final a real despoluição de todo o curso de água.

caminho ao rio leça
Foto DR

Atualmente está já concluída a 1ª fase, correspondendo ao troço entre a Ponte da Pedra e a Ponte de Moreira, que compreende novos espaços verdes, novas árvores, novas pontes e mais de sete quilómetros de ciclovia e de percursos pedonais. Encontra-se atualmente em curso a implementação da 2ª fase.

- Publicidade -
Luis Castanho Ferreira
Luis Castanho Ferreira
Economista e Mestre em Finanças. Quadro do Bancário. Colabora com o jornal ORegiões abordando principalmente temáticas e de carácter económico-financeiro.

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor