Terça-feira,Maio 21, 2024
11.6 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Metro «fecha para obras» nas linhas Amarela e Verde

As linhas Amarela e Verde do Metropolitano de Lisboa vão ter interrupções temporárias até julho, por causa das obras de expansão da rede do metro. Os constrangimentos na circulação dos comboios estão relacionados com os trabalhos para integração dos viadutos em construção.

Metro «fecha para obras» nas linhas Amarela e Verde
DR

A circulação das linhas Amarela e Verde do Metropolitano de Lisboa (ML) vai sofrer interrupções temporárias nos próximos três meses para integração dos dois novos viadutos construídos no Campo Grande com os já existentes, informou esta quarta-feira a empresa.

Em comunicado, a transportadora explica que as interrupções temporárias decorrem no âmbito do plano de expansão da rede do metro para o prolongamento das linhas Amarela e Verde Rato/Cais do Sodré.

Em causa estão trabalhos relacionados com a integração dos viadutos em construção, que vão provocar alguns constrangimentos na circulação dos comboios em parte dessas duas linhas.

“A concretização destes trabalhos, pela sua natureza e complexidade, não é compatível com a circulação, em segurança, dos comboios e o funcionamento do serviço de transporte, obrigando à realização de um conjunto de interrupções de circulação temporárias e em partes das linhas Amarela e Verde”, é referido na nota.

Na Linha Verde, o troço entre as estações de Telheiras e Alvalade vai estar encerrado entre os dias 16 e 26 de abril. A circulação será feita entre Alvalade e Cais do Sodré (e sentido oposto).

- Publicidade -

Em 29 e 30 de abril, na Linha Amarela, vai estar encerrado o troço entre a Cidade Universitária e o Rato, sendo a circulação feita entre Odivelas e Campo Grande (e sentido oposto).

De 2 de maio a 7 de julho vão estar encerrados a estação de Telheiras, na Linha Verde, e o troço entre o Campo Grande e a Cidade Universitária, na Linha Amarela.

Na Linha Verde, entre 2 de maio e 7 de julho, a circulação vai realizar-se entre o Campo Grande e o Cais do Sodré com comboios de três carruagens (numa fase inicial).

Na Linha Amarela, naquele período, a circulação será no troço Campo Grande-Odivelas com comboios de três carruagens e no troço Cidade Universitária-Rato com comboios de seis carruagens.

Situação normalizada a 8 de julho

A empresa adianta que, após a conclusão das intervenções, será retomada a normal circulação nas linhas Amarela e Verde no dia 8 de julho.

“Para mitigar os impactos causados durante estes períodos, o Metropolitano de Lisboa aumentará a oferta de comboios na Linha Verde, reduzindo assim o tempo de espera nesta linha, articulando com outros operadores de transporte o reforço das suas carreiras”, esclarece a empresa.

Prevista inaugurar em 2024, a Linha Circular, que vai ligar a estação do Rato ao Cais do Sodré, numa extensão de mais dois quilómetros de rede, irá criar um novo anel circular no centro de Lisboa, e interfaces que conjugam e integram vários modos de transporte.

O Metropolitano de Lisboa opera diariamente com quatro linhas: Amarela (Rato-Odivelas), Verde (Telheiras-Cais do Sodré), Azul (Reboleira-Santa Apolónia) e Vermelha (Aeroporto-São Sebastião). Normalmente, o metro funciona entre as 06:30 e as 01:00.

- Publicidade -

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor

A Aceitação