Quinta-feira,Abril 18, 2024
12 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Oliveira do Hospital aposta na internacionalização da Festa do Queijo Serra da Estrela

Em Fevereiro de 2023, a Estrelacoop – Cooperativa dos Produtores de Queijo Serra da Estrela iniciou o processo de candidatura do queijo Serra da Estrela a Património Imaterial Mundial da UNESCO. Este ano, um pouco na sequência desse pedido, a câmara de Oliveira do Hospital vai apostar na internacionalização do queijo da serra.

A Câmara de Oliveira do Hospital vai apostar na internacionalização da Festa do Queijo Serra da Estrela, reunindo no final de Março cerca de 250 expositores, entre os quais produtores de Espanha e Holanda.

“A grande aposta da Feira do Queijo, para este ano, é a sua internacionalização, enquanto grande evento da região Centro, com um assinalável impacto na economia tradicional da região. Traz ganhos em termos de notoriedade da região, particularmente ao nível da promoção turística, promoção de marca e, portanto, reconhecimento e notoriedade do território”, sublinhou o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital.

A Festa do Queijo Serra da Estrela de Oliveira do Hospital foi agendada para os dias 23 e 24 de março, e decorre no centro desta cidade do distrito de Coimbra.

Em declarações à agência Lusa, José Francisco Rolo indicou que no certame estarão representados dois queijos espanhóis, um de Léon e outro do País Basco, bem como um queijo do centro leste da Holanda.

“A Feira ganha novos parceiros, trabalhando-se na sua internacionalização. É uma grande operação de divulgação, de promoção do mundo rural português, genuíno e autêntico”, acrescentou.

- Publicidade -

De acordo com o autarca, “a maior feira na área dos queijos de Portugal” tem garantidos 250 expositores, cobrindo todo o largo Ribeiro do Amaral e a avenida Carlos Campos.

“O produto rei naturalmente vai ser o queijo Serra da Estrela, com cinco queijarias com denominação de origem protegida [DOP]. Mas teremos também os vinhos do Dão, fumeiro e enchidos, panificação tradicional, doçaria, licores, ou seja, todos os produtos locais de qualidade”, evidenciou.

Ao longo dos dois dias, estima que passem pelo certame de dimensão internacional mais de 50 mil visitantes.

Excursões para provar queijos

“Temos já marcações de excursões organizadas em grande escala, para participar nesta feira assente num conceito de autenticidade, genuinidade. Esta é uma grande mostra do mundo rural, genuíno e autêntico, que continua a persistir: uma demonstração da força e vitalidade do interior”, sustentou.

José Francisco Rolo assinalou ainda que o evento, que representa um investimento na ordem dos 120 mil euros, tem um grande impacto na economia local.

“Não estamos a falar apenas dos produtores de queijo, mas também da restauração e atividade turística. Estimamos que a feira possa ter um impacto na economia superior a 2,5 milhões de euros”, referiu.

Ao longo dos dois dias de certame serão realizadas provas de queijo e vinhos do Dão, tosquias e fabrico de queijo ao vivo, estando ainda presente uma exposição animal.

Na tarde do primeiro dia do evento, irá decorrer também o 32.º capítulo da Confraria do Queijo Serra da Estrela, que tem prevista a participação de mais de 40 confrarias de todo o país e estrangeiro.

Candidato a património imaterial da UNESCO

Há um ano, a Estrelacoop – Cooperativa dos Produtores de Queijo Serra da Estrela iniciou o processo de candidatura do queijo Serra da Estrela DOP (Denominação de Origem Protegida) a Património Imaterial Mundial da UNESCO, disse neste sábado o seu presidente.

O processo tem dois momentos – o primeiro relacionado com a criação da equipa técnica e científica que vai preparar a candidatura e o segundo diz respeito à angariação de fundos para suportar a preparação do processo a submeter à Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

O propósito da Estrelacoop é ver reconhecido o processo do “saber fazer” do queijo Serra da Estrela, produzido com leite de ovelha das raças Serra da Estrela ou Churra Mondegueira, e que remonta ao século XI.

Na candidatura estão envolvidos todos os parceiros relacionados com a produção do queijo Serra da Estrela DOP, incluindo as Câmaras Municipais que integram a Região Demarcada (Carregal do Sal, Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Gouveia, Mangualde, Manteigas, Nelas, Oliveira do Hospital, Penalva do Castelo, Seia, Aguiar da Beira, Arganil, Covilhã, Guarda, Tábua, Tondela, Trancoso e Viseu).

- Publicidade -

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor

16.04.2024