Domingo,Abril 21, 2024
23.9 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Oliveira do Hospital investe 300 mil euros em Casa Digna

A Câmara de Oliveira do Hospital, distrito de Coimbra, investiu mais de 300 mil euros no programa Casa Digna. O mais recente apoio concedido ultrapassa os 63 mil euros e vai apoiar 11 famílias vulneráveis na requalificação de habitações próprias e permanentes.

Oliveira do Hospital investe 300 mil euros em Casa Digna
DR

Mais de 300 mil euros foram investidos pela Câmara de Oliveira do Hospital no programa Casa Digna, que nasceu em 2015 para apoiar a recuperação ou criação de habitabilidade no concelho, revelou o município em comunicado enviado à agência Lusa.

De acordo com a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, este programa serve para apoiar as famílias em situação vulnerável a melhorarem as suas condições habitacionais e de conforto.

Iniciado no final de 2015, o Casa Digna – Programa Municipal de Apoio à Recuperação ou Criação de Habitabilidade já possibilitou a realização de melhorias em 55 habitações, “representando, neste momento, um investimento municipal de 305 mil euros”.

As melhorias incidiram em “coberturas, construção ou remodelação de casas de banho, mudanças de caixilharia e eliminação de barreiras arquitetónicas”.

Em comunicado enviado à agência Lusa, esta autarquia do distrito de Coimbra informou que o mais recente apoio concedido ultrapassa os 63 mil euros e vai apoiar 11 famílias vulneráveis na requalificação de habitações próprias e permanentes.

- Publicidade -

“Trata-se de obras que estão em curso ou já concluídas, referentes ao último período de apresentação de candidaturas, encontrando-se em análise outros processos candidatos, de forma a beneficiar mais agregados familiares em situação de carência económica”, concretizou.

De acordo com o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Francisco Rolo, este programa “continua a resolver problemas a cidadãos com maior fragilidade económica”.

“Procura garantir que todos os nossos concidadãos tenham acesso a uma habitação minimamente condigna”, acrescentou.

- Publicidade -

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor

19.04.2024