Sábado,Julho 20, 2024
30.6 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Palestra “A Romanização na Antiguidade em Terras de Proença-a-Nova”

A Real Associação da Beira Interior organizou, no dia 04 de Junho de 2023, uma palestra subordinada ao tema “A Romanização na Antiguidade em Terras de Proença-a-Nova”. O evento foi organizado na “Casa das Associações” em Proença-a-Nova e teve o apoio da Câmara Municipal de Proença-a-Nova. O orador convidado foi o professor universitário, investigador e historiador Hermínio Esteves.

Palestra “A Romanização na Antiguidade em Terras de Proença-a-Nova”
DR

Na Mesa esteve o orador, o Vice-Presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, João Manso, e o Vice-Presidente da Real Associação da Beira Interior, Luís Duque-Vieira.

Na palestra foram referidos os povos ibéricos pré-romanos, os cartaginenses, Amílcar Barca e Aníbal Barca, a Segunda Guerra Púnica, que trouxe os romanos para a Península Ibérica, a reacção dos povos peninsulares, em especial dos Lusitanos à ocupação romana, os grandes vultos dessa reacção, em especial Viriato e Sertório. Destacou o papel que alguns imperadores tiveram na expansão do Império Romano, destacando neste capítulo Trajano e Adriano, a vinda para a Península dos Visigodos e posteriormente dos Árabes.

Em relação aos romanos, falou-se da fundação lendária de Roma no ano 753 a.C., a Monarquia Romano/Etrusca, a deposição do sétimo rei, Tarquínio o Soberbo, a República Romana até à ditadura, a expansão de Roma durante a República, o 1º e 2º Triunviratos, o Império Romano desde Augusto à queda, em 476. E também das fontes da Antiguidade em relação à Península Ibérica, em especial Estrabão, Tito Lívio e Apiano.

Pompeu e Júlio César, que pertenceram ao I Triunvirato com Lépido, estiveram na Península Ibérica, tendo participado na conquista romana da Península. Uma lápide epigráfica existente em Idanha-a-Velha atesta a presença de Júlio Cesar na região.

Quanto à presença romana em terras de Proença-a-Nova, existem diversos vestígios, como é o caso da ponte de São Pedro do Esteval. Existe registo de algumas vias romanas que cruzavam a região, com destaque para a via Alvega-Salamanca que passa por Proença-a-Nova. A epigrafia e a numismática atestam também a presença romana nos Concelhos do Pinhal. No entanto, e apesar do estado dos conhecimentos que temos sobre a questão, esperamos que a arqueologia nos traga novas respostas para as dúvidas que ainda persistem sobre o legado romano na região.

- Publicidade -

 

- Publicidade -
Luis Duque-Vieira
Luis Duque-Vieira
Colaborador desde a fundação d`ORegiões como Cronista sobre várias temáticas.

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor