Terça-feira,Maio 21, 2024
11.6 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Papa Francisco prepara-se para a mais longa jornada do seu pontificado, com destino à Ásia e Oceania

O Vaticano – Num extenso itinerário que o levará através das vastidões da Ásia e da Oceania, o Papa Francisco está programado para visitar Timor-Leste de 8 a 10 de setembro, numa expedição de 30 horas cobrindo uma distância de 30 mil quilómetros.

Nesta que será a mais longa viagem de seu papado, apesar dos desafios que sua saúde enfrenta, a visita do Papa Francisco ao sudeste asiático abarcará a Indonésia, Papua-Nova Guiné e Singapura.

Com uma população de um milhão e duzentos mil habitantes, Timor-Leste destaca-se naquela região da Ásia como um caso singular, sendo o país com maior predominância católica, representando cerca de 97,6% de sua população.

Esta característica tem gerado uma enorme expectativa e entusiasmo entre os timorenses com a iminente visita do Papa Francisco.

Com seus 87 anos de idade, essa jornada de 12 dias representará, sem dúvida, um grande desafio físico para o líder da Igreja Católica, devido à duração e distância do voo, totalizando 30 horas e 30 mil quilómetros.

Devido à sua saúde cada vez mais debilitada, o Papa Francisco passou um ano inteiro sem realizar viagens internacionais, tendo que renunciar a uma série de compromissos.

- Publicidade -

Esta deslocação, que estava sendo planejada há vários meses, estava inicialmente agendada para setembro de 2020, mas teve que ser cancelada devido à pandemia de Covid-19.

Rumores também circulam sobre uma possível visita do Papa Francisco ao Vietnã, especialmente após a visita esta semana do Ministro dos Negócios Estrangeiros da Santa Sé, no entanto, tal visita ainda não foi confirmada.

Esta visita do Papa representa sua incursão nas “periferias” pelas quais o jesuíta argentino nutre um afeto particular, sempre priorizando viagens a países em conflito ou não majoritariamente católicos.

- Publicidade -

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor

A Aceitação