Segunda-feira,Maio 27, 2024
12.5 C
Castelo Branco

- Publicidade -

PJ apreende mais de quatro toneladas de cocaína em carregamento de bananas proveniente da Colômbia

Uma operação conjunta das autoridades colombianas e portuguesas é das maiores dos últimos anos e permitiu encontrar 4.230 quilos de cocaína no porto de Setúbal. O ministro da Defesa da Colômbia divulgou o caso no Twitter.

PJ apreende mais de quatro toneladas de cocaína em carregamento de bananas proveniente da Colômbia
DR

A Polícia Judiciária (PJ), através da Unidade Nacional de Combate ao tráfico de Estupefacientes, procedeu, nos últimos dias, à apreensão de cerca de cerca de 4,2 toneladas de cocaína com origem na América Latina.

A droga em causa, que apresenta um elevado grau de pureza, foi transportada até Portugal por via marítima dissimulada num carregamento de fruta em paletes, mais concretamente de bananas, que entrou em território nacional, através do porto de Setúbal.

Esta apreensão é resultado da intensa atividade de recolha de informação desenvolvido pela Polícia Judiciária, em estreita articulação com as autoridades de outros países e com diversas entidades nacionais.

Em termos de quantidade, esta apreensão de cocaína é a maior efetuada este ano em território nacional e uma das maiores dos últimos anos.

Com este resultado, a atividade policial da Polícia Judiciária conseguiu infligir às organizações criminosas envolvidas neste caso um rude golpe financeiro, quer ao nível do investimento desta atividade criminosa, quer quanto aos elevadíssimos proveitos do crime que seriam originados, isto, caso esta quantidade de produto estupefaciente tivesse chegado ao mercado da distribuição ao consumidor.

- Publicidade -

A operação conjunta das autoridades colombianas e portuguesas permitiu localizar este estupefaciente, transportado através de uma estratégia que, alegadamente, também era utilizada pelo cartel dos Olivais, controlado pelo português Rúben Oliveira (conhecido como Xuxas).

A apreensão foi confirmada pelo ministro da Defesa da Colômbia, Iván Velásquez Gómez, que, no Twitter, aproveitou para dar os parabéns às Forças Militares e à Polícia Nacional do seu país pelo resultado alcançado nesta operação.

O governante colombiano acrescentou ainda que a carga, que continha mais de quatro toneladas de cocaína, tinha saído de um dos portos do Golfo de Urabá – na região de Antioquia –, um “ponto vermelho” de narcotráfico naquele país sul-americano, conhecido por ser controlado pelo grupo paramilitar denominado Clan del Golfo.

Os 4.230 quilos de cocaína foram encontrados no porto de Setúbal, já depois de ter sido retirado do navio em que tinha atravessado o Atlântico. A droga apreendida tem um valor de mercado estimado entre os €115 e os €135 milhões. Não há, para já, registo de qualquer detenção.

A PJ deve prestar mais esclarecimentos sobre este assunto nas próximas horas.

- Publicidade -

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor