Quinta-feira,Abril 18, 2024
12.5 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Taylor Swift triunfa nos Grammys em noite de girl power

Taylor Swift triunfa nos Grammys em noite de girl power: conheça todos os vencedores. Na madrugada de 4 para 5 de fevereiro, a indústria da música se reuniu para celebrar os talentos mais brilhantes e as criações mais impactantes do último ano na 64ª edição dos Grammy Awards. Em uma cerimónia repleta de glamour, emoção e, acima de tudo, talento, foi impossível não se render à força feminina que dominou os holofotes

Taylor Swift triunfa nos Grammys em noite de girl power: conheça todos os vencedores
Crédito: Amy Sussman/Getty Images – Miley Cyrus vence Grammy na categoria Melhor Performance Solo de Pop por “Flowers”

No epicentro desse poder feminino estava Taylor Swift, uma figura icónica que mais uma vez demonstrou sua capacidade de reinvenção e excelência artística. A cantora norte-americana foi coroada com o cobiçado prémio de Álbum do Ano por seu trabalho em “Midnights”, uma conquista que não apenas a consagrou como a primeira artista a vencer quatro vezes nessa categoria, mas também solidificou seu status como uma das maiores influências da música contemporânea.

O mais importante prémio da noite foi entregue por Céline Dion, que surpreendeu tudo e todos ao subir ao palco no final da cerimónia. Obrigada a todos (…) Quando digo que estou feliz por estar aqui, digo-o do fundo do meu coração”, confessou a artista depois de ser ovacionada pelos colegas.

Além do prémio principal, Taylor Swift também levou para casa o troféu de Melhor Álbum Pop Vocal, um testemunho do seu domínio não apenas como compositora, mas como uma intérprete magistral que continua a cativar públicos ao redor do mundo.

Mas Swift não estava sozinha nessa jornada de glória feminina. Ao seu lado estavam outras figuras proeminentes da música, como Miley Cyrus e SZA, que também brilharam intensamente durante a noite. Miley Cyrus, em particular, teve uma noite de estreia triunfante, conquistando seus primeiros Grammys com “Flowers”, uma obra que ecoou com emoção e autenticidade, arrebatando corações e mentes em sua trajetória para a vitória.

SZA, por sua vez, também esteve na corrida com nove indicações, demonstrando sua influência duradoura e sua capacidade de transcender fronteiras musicais com sua voz única e estilo inconfundível. Sua presença na cerimónia foi um testemunho do seu impacto duradouro na indústria da música e sua posição como uma das artistas mais talentosas e visionárias da atualidade.

- Publicidade -

Olivia Rodrigo, que se estreia em Portugal em junho com dois concertos na MEO Arena, em Lisboa, também brilhou na cerimónia. Vestida de vermelho, a cantora interpretou “Vampire” – para os fãs das teorias da conspiração que acreditam que o tema é sobre Taylor Swift, a ‘loirinha’ cantou durante a atuação da jovem.

Mas os Grammys não se trataram apenas de reconhecimento individual. Eles foram um tributo à diversidade e à criatividade que permeiam a música contemporânea em todas as suas formas e expressões. Cada categoria, cada prémio, refletiu a riqueza e a variedade do cenário musical global, desde o pop vibrante até o rock pulsante, passando pelo hip-hop pulsante e pelo R&B sensual.

Além das premiações individuais, os Grammys também foram uma plataforma para performances memoráveis e homenagens emocionantes. Desde a colaboração épica de Tracy Chapman e Luke Combs em “Fast Car” até a estreia notável de Joni Mitchell aos 80 anos, a noite foi marcada por momentos de pura magia e inspiração.

Em última análise, os Grammys de 2024 não apenas celebraram o talento e a criatividade dos artistas, mas também ecoaram um poderoso chamado à ação e mudança dentro da indústria da música. Eles foram um lembrete de que a música tem o poder de unir, inspirar e transformar, e que, em um mundo onde as vozes femininas continuam a ser subestimadas e sub-representadas, é mais importante do que nunca apoiar, celebrar e amplificar as vozes das mulheres em todas as suas formas e expressões.

À medida que a noite chegava ao fim e as luzes se apagavam no palco do Grammy, o que permanecia era uma sensação de gratidão, admiração e esperança. Porque, no final das contas, a música não é apenas uma forma de arte – é uma força que pode mudar o mundo. E nos Grammys de 2024, essa força estava mais viva do que nunca.

LISTA DE VENCEDORES:

Gravação do Ano

  • “Worship” — Jon Batiste
  • “Not Strong Enough” — Boygenius
  • “Flowers” — Miley Cyrus (VENCEDORA)
  • “What Was I Made For?” [From the Motion Picture “Barbie”] — Billie Eilish
  • “On My Mama” — Victoria Monét
  • “Vampire” — Olivia Rodrigo
  • “Anti-Hero” — Taylor Swift
  • “Kill Bill” — SZA

Álbum do Ano

  • “World Music Radio” — Jon Batiste
  • “The Record” — Boygenius
  • “Endless Summer Vacation” — Miley Cyrus
  • “Did You Know That There’s a Tunnel Under Ocean Blvd” — Lana Del Rey
  • “The Age of Pleasure” — Janelle Monáe
  • “Guts” — Olivia Rodrigo
  • “Midnights” — Taylor Swift (VENCEDORA)
  • “SOS”— SZA

Canção do Ano

  • “A&W” — Lana Del Rey
  • “Anti-Hero” — Taylor Swift
  • “Butterfly” — Jon Batiste
  • “Dance the Night” — Dua Lipa
  • “Flowers” — Miley Cyrus
  • “Kill Bill” — SZA
  • “Vampire” — Oliva Rodrigo
  • “What Was I Made For?”— Billie Eilish (VENCEDORA)

Melhor Novo Artista

  • Gracie Abrams
  • Fred Again
  • Ice Spice
  • Jelly Roll
  • Coco Jones
  • Noah Kahan
  • Victoria Monét (VENCEDORA)
  • The War and Treaty

Melhor Álbum de Pop Vocal:

  • “Chemistry” — Kelly Clarkson
  • “Endless Summer Vacation” — Miley Cyrus
  • “Guts” — Olivia Rodrigo
  • “- (Subtract)” — Ed Sheeran
  • “Midnights”— Taylor Swift (VENCEDORA)

Melhor Gravação de Música de Dança/Eletrónica:

  • “Baby Don’t Hurt Me” — David Guetta, Anne-Marie & Coi Leray
  • “Miracle” — Calvin Harris Featuring Ellie Goulding
  • “Padam Padam” — Kylie Minogue (VENCEDORA)
  • “One in a Million” — Bebe Rexha & David Guetta
  • “Rush” — Troye Sivan

Melhor Performance Pop Solo

  • “Flowers” – Miley Cyrus (VENCEDORA)
  • “Paint the Town Red” – Doja Cat
  • “What Was I Made For? [From The Motion Picture Barbie]” – Billie Eilish
  • “Vampire” – Olivia Rodrigo
  • “Anti-Hero” – Taylor Swift

Melhor Performance Pop Duo/ Grupo

  • “Thousand Miles” – Miley Cyrus featuring Brandi Carlile
  • “Candy Necklace” -Lana Del Rey featuring Jon Batiste
  • “Never Felt So Alone” – Labrinth featuring Billie Eilish
  • “Karma” – Taylor Swift featuring Ice Spice
  • “Ghost in the Machine” – SZA featuring Phoebe Bridgers (VENCEDORAS)

Melhor Álbum Rock

  • “But Here We Are” — Foo Fighters
  • “Starcatcher” — Greta Van Fleet
  • “72 Seasons” — Metallica
  • “This Is Why” — Paramore (VENCEDORES)
  • “In Times New Roman…”— Queens of the Stone Age

Melhor Álbum de Música Urbana

  • “SATURNO” – Rauw Alejandro
  • “MAÑANA SERÁ BONITO” – Karol G (VENCEDORA)
  • “DATA” – Tainy

Melhor Álbum Pop Latino

  • “La Cuarta Hoja” – Pablo Alborán
  • “Beautiful Humans, Vol. 1” – AleMor
  • “A Ciegas” – Paula Arenas
  • “La Neta” – Pedro Capó
  • “Don Juan” – Maluma
  • “X Mí (Vol. 1)” – Gaby Moreno (VENCEDOR)

Melhor Álbum Alternativo

  • “The Car” – Arctic Monkeys
  • “the record” – boygenius (VENCEDORAS)
  • “Did You Know That There’s a Tunnel Under Ocean Blvd” – Lana Del Rey
  • “Cracker Island” – Gorillaz
  • “I Inside the Old Year Dying” – PJ Harvey

Melhor Álbum R&B

  • “Girls Night Out” – Babyface
  • “What I Didn’t Tell You (Deluxe)” – Coco Jones
  • “Special Occasion” – Emily King
  • “JAGUAR II” – Victoria Monét (VENCEDORA)
  • “CLEAR 2: SOFT LIFE EP” – Summer Walker

Melhor Álbum de Rap

  • “Her Loss” – Drake & 21 Savage
  • “MICHAEL” – Killer Mike (VENCEDOR)
  • “HEROES & VILLIANS” – Metro Boomin
  • “King’s Disease III” – Nas
  • “UTOPIA” – Travis Scott
- Publicidade -
Anabela Beirão
Anabela Beirão
Apresentadora do ORegiões web tv e compositora de genéricos musicais para ORegiões. Professora de música e terapeuta holística. Colabora semanalmente com seus artigos de opinião e crónica.

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor