Terça-feira,Maio 21, 2024
8.7 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Teerão Celebra Ataque Contra Israel em Manifestações de Rua

Os iranianos inundaram as ruas de Teerão nas primeiras horas deste domingo para celebrar o ataque realizado contra Israel, em retaliação ao bombardeamento do consulado iraniano em Damasco no passado dia 1 de abril. Neste ataque, que resultou na morte de sete membros da Guarda Revolucionária e seis cidadãos sírios, a população iraniana expressou fervorosamente seu apoio à medida tomada em resposta à agressão sofrida.

As imagens divulgadas pelas agências internacionais capturaram o clima festivo que tomou conta do centro de Teerão. Os manifestantes entoaram slogans contra os Estados Unidos e Israel, enquanto exibiam retratos do líder supremo iraniano, ‘ayatollah’ Ali Khamenei, e do falecido general iraniano Qessam Soleimani, comandante da força de elite al-Quds, assassinado em 2020 no Iraque por ordem do então presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

De realçar que o chefe das forças armadas iranianas afirmou este domingo, que o ataque realizado durante a noite contra Israel alcançou plenamente seus objetivos. O general Mohammad Bagheri destacou que nenhum centro urbano ou econômico foi alvo dos drones e mísseis utilizados no ataque, especificando que os principais alvos foram o centro de inteligência responsável pelo bombardeamento do consulado iraniano em Damasco e a base aérea de Novatim, de onde partiram os aviões de caça israelitas que efetuaram o ataque.

Por sua vez, o comandante em chefe da Guarda Revolucionária do Irão, general Hossein Salami, advertiu que Teerão responderá de forma ainda mais severa a possíveis ataques israelitas contra interesses ou cidadãos iranianos em qualquer parte do país.

Israel, que havia alertado nos últimos dias para a iminência de uma retaliação iraniana, está agora a planear uma resposta significativa ao ataque. O Exército israelita anunciou que conseguiu interceptar a maioria dos drones e mísseis lançados pelo Irão, restando apenas poucos mísseis balísticos não intercetados.

Além disso, o ministro da Defesa do Irão, Mohammad Reza Ashtiani, advertiu que qualquer país que permita a utilização de seu espaço aéreo ou território para ataques contra o solo iraniano será alvo de uma resposta contundente.

- Publicidade -

Este ataque iraniano surge como resposta ao bombardeamento atribuído a Israel contra o consulado do Irão em Damasco. Entre os mortos neste ataque estava o líder do ramo da Força Quds para a Síria e o Líbano, o Brigadeiro-General Mohamed Reza Zahedi.

O líder supremo iraniano, ‘ayatollah’ Ali Khamenei, tem enfatizado repetidamente nas últimas semanas que o “regime sionista deve e será punido”, ameaças que ecoaram nas declarações de altos funcionários do país após o incidente em Damasco.

- Publicidade -

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor

A Aceitação