Domingo,Maio 26, 2024
19.8 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Turquia: vitória dos dois candidatos reféns da extrema direita

Enviada especial à Turquia 

Istambul, 15 maio – Ambos os candidatos presidenciais podem estar reféns de um partido de extrema direita.
O candidato nacionalista, que recolheu mais de 50% dos votos em Istambul, passou a estar no centro das atenções, após os resultados eleitorais que conduziram à segunda volta das presidenciais já no próximo dia 28.

DR

Recept Erdogan com 49% 49 e kemal Kilicdaroglou, com 44%79, terão agora que conquistar os votos do terceiro candidato, Sinan Organ, que manifesta, nomeadamente, posições anticurdas. A situação é partcularmente delicada para kemal, pois lidera uma coligação de seis partidos dos quais um é pró curdos.

Em istambul, um reduto de Erdogan, e onde a campanha foi muito forte, apesar de ter ganho perdeu milhares de votos, segundo os resultados oficiosos. O seu presidente da câmara é um dos apoiantes de Kemal, antes convicto da vitória, manifestou receios de eventuais fraudes. As eleições decorreram de forma ordeira com a presença nas ruas de contingentes policiais reforçados. Fora da cidade ocorreram operações stop nas estradas.
Durante o discurso de Erdogan em Ancara onde aceitou ir a uma segunda volta, algumas televisões mostraram imagens de manifestantes junto a sacos cujos volumes no seu interior sugeriam ser pedras.

Além das presidenciais, decorreram legislativas para eleger 600 deputados entre os quais estão muitas mulheres. O partido de Erdogan ganhou seguido da coligação de Kemal. Concorreram 24 partidos.

- Publicidade -
Otília Leitão
Otília Leitão
Doutorada em Ciências da Comunicação no ISCTE-IUL (2021), Mestre em Comunicação, Media e Justiça Universidade Nova de Lisboa ( 2010-2012). Licenciatura em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa (Menção jurídico políticas). Curso de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa (sistema e-learning) Instituto Camões.

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor