Segunda-feira,Maio 27, 2024
12.5 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Boaventura Sousa Santos sente-se visado em denúncias de abuso sexual de ex-alunas

Boaventura Sousa Santos, director emérito do Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra, sentiu-visado por três antigas alunas que expõem casos de assédio moral e sexual dentro da instituição.

DR

Apesar de as autoras não incluírem quaisquer nomes no artigo que escreveram numa revista científica britânica, Boaventura Sousa Santos, de 82 anos reconheceu-se como um dos acusados.

O prestigiado professor foi orientador de uma das autoras das alegações de assédio e, além de negar as acusações, já disse que a investigadora agiu por “vingança, vergonhosa e vil”. Não referiu, contudo, as motivações para o ato de “vingança vergonhosa e vil”.

Boaventura Sousa Santos já anunciou que apresentou queixa-crime contra as três ex-alunas.

Bruno Sena Martins, docente e investigador do CES, que também se sentiu visado nas denúncias, fala em “insinuações fantasiosas”.

A Provedora do Centro de Estudos Sociais (CES), da Universidade de Coimbra, garante não ter recebido qualquer queixa de assédio, moral ou sexual, dentro da instituição nos dois anos que leva naquelas funções. A responsável também não conhecia as acusações expostas por três antigas investigadoras num artigo para uma revista internacional.

- Publicidade -

O CES vai nomear uma Comissão Independente para investigar o caso.

- Publicidade -

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor