Terça-feira,Junho 18, 2024
16 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Lula da Silva em Portugal defende mais diálogo para a paz na Ucrânia

Lula da Silva chegou a Portugal com um tema polémico na bagagem: as críticas à União Europeia e UE sobre a guerra na Ucrânia.
Este sábado, em Lisboa, o Presidente do Brasil esclareceu que “não quer agradar a ninguém”, sobre o conflito entre a Rússia e a Ucrânia, mas sim encontrar “uma terceira via” para a paz.

Declarações no Palácio de Belém, após uma reunião com Marcelo Rebelo de Sousa. Lula da Silva assegurou ainda que não vai visitar nenhum dos dois países até que a situação esteja estabilizada. Por isso, avançou: “Vou falar com mais países e quem sabe um dia, que deve estar perto, a gente vai encontrar um jeito de sentar à mesa para conversar”.

O Presidente brasileiro chegou na sexta-feira a Portugal para uma visita oficial de cinco dias, que começou este sábado e iniciou com uma cerimónia de boas vindas e honras militares na Praça do Império, em Lisboa.

Lula da Silva em Portugal defende mais diálogo para a paz na Ucrânia
DR

Depois, esteve no Mosteiro dos Jerónimos, onde depositou flores no túmulo de Luís de Camões.

Lula da Silva em Portugal defende mais diálogo para a paz na Ucrânia
DR

O almoço foi com o primeiro-ministro António Costa no Centro Cultural de Belém, onde também decorreu a a 13.ª cimeira luso-brasileira. Foram celebrados 13 acordos bilaterais nas áreas da educação, justiça, saúde, economia e cultura.

Lula da Silva em Portugal defende mais diálogo para a paz na Ucrânia
DR
Junto ao Centro Cultural de Belém, registaram-se expressões de cidadãos brasileiros, uns a apoiar o Presidente do Brasil, outros contra. 
- Publicidade -

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor