Terça-feira,Maio 21, 2024
8.7 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Pedro Nuno Santos Reprova Ataque do Irão a Israel e Apela à Contenção para Prevenir Escalada de Violência

O Secretário-Geral do PS manifestou neste domingo uma condenação inequívoca ao ataque perpetrado pelo Irão contra Israel na noite de sábado, exortando a comunidade internacional a mobilizar todos os recursos diplomáticos para conter a crescente tensão.

“Os violentos ataques desferidos pelo Irão na última noite, dirigidos a múltiplos alvos em Israel, merecem uma reprovação sem margem para dúvidas”, pode ler-se numa publicação na página oficial de Pedro Nuno Santos na plataforma X (antigo Twitter).

O líder socialista argumenta que a paz no Médio Oriente não será alcançada por meio de ações desproporcionais dirigidas a civis, destacando a importância de uma mobilização diplomática global para conter a escalada do conflito, visando assim preservar vidas inocentes e impedir a disseminação da hostilidade.

O ataque iraniano a Israel, que segundo Tel Aviv envolveu mais de 300 drones, mísseis balísticos e de cruzeiro, ocorreu duas semanas após um atentado bombista ao consulado iraniano em Damasco, no qual morreram vários membros da Guarda Revolucionária Iraniana, incidente atribuído por Teerão a Israel.

De acordo com o exército israelita, dos cerca de 170 drones lançados pelo Irão antes da meia-noite, nenhum atingiu o território israelita, sendo que 25 dos cerca de 30 mísseis de cruzeiro e quase todos os “mais de 120” mísseis balísticos foram intercetados.

Face à “situação atual e possíveis desenvolvimentos” na região, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, decidiu convocar uma reunião do Conselho Superior de Defesa Nacional para terça-feira às 18:00.

- Publicidade -

O Governo português, representado pelo primeiro-ministro Luís Montenegro, já expressou condenação ao ataque do Irão a Israel, instando à contenção nas hostilidades para evitar uma escalada de violência.

“O Governo português condena veementemente o ataque do Irão a Israel. Apela à contenção, visando evitar uma escalada da violência”, lê-se numa mensagem publicada esta noite por Luís Montenegro na plataforma X.

- Publicidade -

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor

A Aceitação