Segunda-feira,Maio 27, 2024
12.5 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Tribunal manda retirar menores estrangeiros de academia de futebol em Famalicão

Por ordem judicial, cerca de 40 menores estrangeiros foram retirados de uma academia de futebol em Riba de Ave, concelho de Famalicão, e colocados em instituições de acolhimento, por suspeitas de serem vítimas de tráfico de seres humanos, foi hoje anunciado por fonte do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Tribunal manda retirar menores estrangeiros de academia de futebol em Famalicão
DR

“O caso passou pelo Tribunal de Família e Menores e pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens, tendo sido decretada a medida de promoção e proteção de entrega das supostas vítimas à guarda de instituições de acolhimento”, acrescentou a fonte.

Na segunda-feira, o SEF promoveu buscas numa academia de futebol em Riba de Ave, concelho de Vila Nova de Famalicão, no distrito de Braga, num contexto em que estará em causa o tráfico de seres humanos.

Segundo a fonte do SEF, foram identificados 114 futebolistas, dos quais cerca de 40 são menores. Os jovens são oriundos da América de Sul, África e Ásia e estarão todos em situação irregular no país.

“Os menores têm de ser protegidos por lei, daí a sua retirada da academia. Já os maiores podem decidir o que fazer. Se forem considerados vítimas de tráfico de seres humanos, têm o direito a autorização de residência”, explicou a fonte.

As buscas do SEF estenderam-se ainda à casa do presidente da Mesa da Assembleia Geral da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, Mário Costa.

- Publicidade -

A Liga já disse estar a acompanhar a situação que envolve o presidente da Assembleia Geral, mas sublinhou que as buscas não estão relacionadas com as suas funções no organismo.

A LPFP lembra o “princípio da presunção de inocência”, ressalvando de “forma intransigente os princípios de ética e transparência da instituição”.

- Publicidade -

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor