Terça-feira,Abril 16, 2024
15 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Canadá apoia com mais de 1 ME as próximas eleições moçambicanas

O Governo do Canadá vai doar cerca de um milhão de euros para o apoio às eleições gerais e autárquicas em Moçambique, no âmbito do fortalecimento da democracia no país africano, anunciaram hoje as autoridades de Toronto.

Canadá apoia com mais de 1 ME as próximas eleições moçambicanas
DR

“O voto é a principal linguagem da democracia e a governança democrática é um dos melhores sistemas, capaz de proporcionar o que é o mais importante para as pessoas: paz, segurança e respeito aos direitos humanos”, disse Sara Collins, alta comissária do Canadá em Maputo.

Collins falava durante a assinatura do acordo de parceria com a Comissão Nacional de Eleições (CNE) de Moçambique e com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), entidade que vai gerir os projetos cobertos pelo referido fundo.

A educação cívica eleitoral junto de mulheres, pessoas com deficiência, jovens e idosos, visando a sua participação nos escrutínios, bem como o reforço das capacidades técnicas dos órgãos eleitorais são os domínios que vão beneficiar da ajuda financeira canadiana, adiantou.

“A questão de eleições credíveis e inclusivas é uma preocupação partilhada pelo Canadá, não apenas em Moçambique, mas também noutros países amigos”, realçou Sara Collins.

Por seu turno, o presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE) de Moçambique, Carlos Matsinhe, enfatizou o financiamento externo aos processos eleitorais em Moçambique, dada a incapacidade do país em recursos.

- Publicidade -

“Aos órgãos eleitorais, este apoio vem suprir algum défice, pois poderá cobrir a área das formações e permitir maior engajamento dos cidadãos nos processos eleitorais”, destacou Matsinhe.

Vários programas inseridos nos processos eleitorais têm sido paralisados, devido à falta de verbas, sustentou o presidente da CNE.

O apoio hoje anunciado destina-se a ações inscritas nas eleições autárquicas de 11 de outubro próximo e nas gerais de 2024.

Fonte: Lusa

- Publicidade -

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor