Domingo,Julho 14, 2024
13.6 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Marcelo envia condolências às famílias de pescadores vítimas de naufrágio

O Presidente da República enviou condolências às famílias de pescadores que morreram esta quarta-feira no naufrágio de uma embarcação de pesca ao largo de praias de Leiria e desejou aos feridos uma rápida recuperação.

Três de 17 pessoas que seguiam na embarcação que naufragou continuam desaparecidas, estando confirmados três mortos e o resgate de 11 elementos com vida, informou a Polícia Marítima da Figueira da Foz, distrito de Coimbra.

Através de uma nota publicada no sítio oficial da Presidência da República na Internet, Marcelo Rebelo de Sousa “lamenta profundamente o naufrágio de uma embarcação na faina da pesca e o falecimento de pescadores, ocorrido esta manhã ao largo das praias de São Pedro do Moel e de Vieira de Leiria”.

“Esta profissão, que tanto enriquece a nossa tradição marítima, também nos recorda os riscos e desafios enfrentados por muitos dos nossos compatriotas, os quais merecem o nosso respeito e admiração. A perda das vidas destes valorosos homens é uma tragédia para todos nós”, lê-se na nota.

O chefe de Estado “endereça as sinceras condolências às famílias, associando-se à dor e ao luto daqueles que perderam um ente querido, um colega de faina ou um amigo” e “deseja rápida recuperação aos feridos desta trágica ocorrência”.

Inicialmente, as informações apontavam para sete desaparecidos em consequência deste naufrágio.

- Publicidade -

De acordo com o capitão do Porto e comandante local da Polícia Marítima da Figueira da Foz, Pedro Cervaens Costa, os resgates foram realizados pela estação salva-vidas da capitania Porto da Nazaré, juntamente com embarcações de pesca.

“Ainda não se sabe o que se passou, a embarcação virou a uma milha a oeste de São Pedro do Moel. A agitação marítima não era considerável, mas ainda não estão apuradas as causas”, referiu, em declarações a canais de televisão, na Figueira da Foz.

O alerta para o adornamento da embarcação de pesca “Virgem Dolorosa” foi dado às 04:33 para o comando local da Polícia Marítima da Nazaré.

Cervaens Costa explicou que a embarcação que naufragou está “localizada e visível”, continuando a decorrer operações de busca e salvamento, com a ajuda de um helicóptero da força aérea, um drone da Nazaré e uma equipa de mergulho.

Segundo o presidente da Câmara da Marinha Grande, Aurélio Ferreira, a “Virgem Dolorosa” é uma traineira com 24 por seis metros, com porto na Figueira da Foz.

A maioria das pessoas que seguiam na embarcação é da Figueira da Foz (Leirosa), havendo dois tripulantes da Indonésia, que foram resgatados com vida.

- Publicidade -

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor