Domingo,Julho 14, 2024
26.4 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Portugal compromete-se com 220 milhões de euros em ajuda à Ucrânia este ano e novamente em 2025

Portugal irá fornecer à Ucrânia uma ajuda superior a 220 milhões de euros este ano, com um compromisso de repetir o valor em 2025, afirmou o primeiro-ministro Luís Montenegro. Este investimento está alinhado com o objetivo de alcançar 2% do PIB em defesa até 2029.

Montenegro, acompanhado pelos ministros de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Rangel, e da Defesa Nacional, Nuno Melo, fez estas declarações na terça-feira, antes de um jantar na residência oficial de Portugal em Washington, no âmbito da cimeira da NATO que decorre até quinta-feira.

A cimeira, que celebra os 75 anos da NATO, tem como um dos temas principais o apoio à Ucrânia. O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, propôs um compromisso anual de 40 mil milhões de euros da Aliança para este fim.

O primeiro-ministro reiterou o compromisso de Portugal de atingir um investimento em segurança e defesa de 2% do PIB em 2029, conforme formalizado numa carta enviada ao secretário-geral da NATO. Montenegro sublinhou que este investimento antecipado um ano, em relação ao plano inicial, visa reforçar a contribuição financeira significativa para a coligação internacional de apoio à Ucrânia.

Montenegro destacou que este esforço nacional em segurança também trará retorno económico, beneficiando setores tecnológicos e industriais, como drones e a indústria têxtil militar. Ele assegurou que o objetivo é ter orçamentos que se concretizem em ações práticas, abordando questões como recrutamento e retenção de capital humano nas Forças Armadas.

O Governo está também a considerar a aquisição de aeronaves A-29 Super Tucano para equipar as Forças Armadas, conforme a recente resolução aprovada no Conselho de Ministros.

- Publicidade -

Montenegro minimizou preocupações sobre o impacto potencial de uma possível eleição de Donald Trump nos compromissos da NATO, enfatizando que os compromissos da Aliança transcendem a política interna de cada país.

Hoje, Montenegro participará na cerimónia de cumprimentos oficiais conduzida pelo secretário-geral da NATO e pelo Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e na reunião do Conselho do Atlântico Norte. Ao final do dia, o primeiro-ministro e a sua esposa estarão presentes num jantar na Casa Branca oferecido aos chefes de Estado e de Governo que participam na cimeira.

- Publicidade -

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor