Domingo,Julho 14, 2024
30 C
Castelo Branco

- Publicidade -

UE Implementa 14.º Pacote de Sanções Contra a Rússia, Incluindo Gás Natural Liquefeito

O Conselho da União Europeia (UE) adotou esta segunda-feira o 14.º pacote de sanções contra a Rússia devido à invasão da Ucrânia. Pela primeira vez, este pacote inclui restrições à importação de gás natural liquefeito russo para os países da UE, bem como a sua passagem para países terceiros, afetando uma “fonte de receita significativa” que o Kremlin utiliza para financiar o conflito.

O comunicado do Conselho da UE revelou que, com estas novas medidas, 116 pessoas e organizações adicionais estão agora sancionadas, sendo-lhes negado o acesso a bens em países europeus e proibida a entrada em qualquer Estado-membro.

Para impedir que Moscovo contorne as sanções, foram implementadas medidas que exigem que empresas sediadas na UE garantam que as suas subsidiárias e parceiros comerciais em regime de outsourcing não participem em atividades que facilitem o contorno das sanções.

A União Europeia tem reduzido gradualmente as importações de gás russo, passando de uma dependência de 40% em 2021 para 8% em 2023. No entanto, as importações de gás natural liquefeito da Rússia têm aumentado, representando um setor vital para a economia russa, com receitas anuais próximas dos oito mil milhões de euros.

Além disso, o Conselho da UE proibiu empresas europeias de transacionar com instituições financeiras e de criptomoedas que continuem a colaborar com a Rússia, apoiando a indústria de defesa do país.

A ofensiva militar russa na Ucrânia, iniciada a 24 de fevereiro de 2022, mergulhou a Europa na crise de segurança mais grave desde a Segunda Guerra Mundial.

- Publicidade -

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor