Sábado,Julho 20, 2024
30.6 C
Castelo Branco

- Publicidade -

Costa sobre ataque de Cavaco: “foi alimentar o frenesim da direita para criar uma crise política artificial”

“O professor Cavaco Silva foi alimentar aquele frenesim da direita para poder criar uma crise política artificial. Desceu à terra para vir animar este frenesim”,  foi a reação de António Costa ao discurso de Cavaco Silva, no sábado, no qual atacou ferozmente o Governo PS.

Costa sobre ataque de Cavaco: "foi alimentar o frenesim da direita para criar uma crise política artificial"
DR

Segundo António Costa, a explicação é que “sendo o professor Cavaco Silva um grande especialista em economia, com a enorme experiência política que tem, e percebendo a atual dinâmica econômica, sabe bem que uma crise política tem que ser artificialmente criada.”É alguém que foi Presidente da República a vestir a T-Shirt de militante partidário”.

Ainda sobre o forte ataque de Cavaco no sábado, o primeiro-ministro socialista, referiu que “há uma enorme frustração de alguém que teve que dar posse a um Governo que não desejava dar posse e que tenha ficado sempre com esta mágoa, e por isso venha de vez em quando alimentar os interesses da direita”.

António Costa disse que não se sentiu ofendido, que percebe que faz parte da luta política-partidária e, ressalva que o importante como primeiro-ministro, é focar-se no essencial e “continuar a trabalhar para a recuperação dos rendimentos dos portugueses, e manter o crescimento da economia”. “Somos o 2º país da UE que mais cresceu, o essencial é manter o crescimento da economia, e o principal problema do país, é que a inflação continue a baixar, e o emprego a aumentar”, repetiu António Costa aos jornalistas, nas comemorações dos 25 anos da Expo 98, em Lisboa. 

 

 

- Publicidade -

 

- Publicidade -

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor