Quinta-feira,Abril 18, 2024
12 C
Castelo Branco

- Publicidade -

A diversidade musical: sons afegãos e czaques encantaram na Gulbenkian

Homayun Sakhi, um dos grandes intérpretes da música tradicional afegã e Siar Hashimi, também de Kabul, fizeram um maravilhoso despique entre os seus instrumentos, o Rubab e a Tabla, num espetáculo na Fundação Gulbenkian, na passada sexta feira, em Lisboa.

Ao longo de 90 minutos e numa audiência maioritariamente jovem, os músicos encantaram no grande auditório principal da Fundação Gulbenkian,

O primeiro a tocar o tradicional instrumento, de 19 cordas, e o segundo na Tabla ou conjunto de dois tambores, de tamanhos diferentes e sons ritmados com o bater das mãos.

Apenas um senão, ao contrário de outros concertos, neste as letras das músicas não estavam traduzidas.

Ao longo de 90 minutos e numa audiência maioritariamente jovem, os músicos encantaram no grande auditório principal da Fundação Gulbenkian, arrebatando aplausos e assobios de “bravo!”.

Além do percussionista Hashimi, a viver em França, considerado um dos mais criativos e inovadores da Tabla, Sakhi que vive nos EUA, trouxe duas mulheres do Cazaquistão. De grande originalidade de indumentária: Ulzhan Baibussynova, entoou o zhirau ou canto épico acompanhado pela Dombra, um alaúde de braço longo e duas cordas, e Aigerim Yersainova, que se considera “uma nómada cultural”, com diversos cursos superiores de música e que tocou o alaúde Kamuz.

- Publicidade -

O espetáculo inseriu-se no festival NORUZ que trouxe a Portugal uma diversidade de músicos, numa troca cultural que visa encurtar distâncias, com três concertos dedicados à música do Médio Oriente e intérpretes do Irão, Afeganistão, Cazaquistão, Quirguistão e Uzbequistão.

- Publicidade -
Otília Leitão
Otília Leitão
Doutorada em Ciências da Comunicação no ISCTE-IUL (2021), Mestre em Comunicação, Media e Justiça Universidade Nova de Lisboa ( 2010-2012). Licenciatura em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa (Menção jurídico políticas). Curso de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa (sistema e-learning) Instituto Camões.

Destaques

- Publicidade -

Artigos do autor